Como Empreender no Ramo das “Marmitas” com Segurança e Qualidade
Marmitas

Saiba como Empreender no Ramo das “Marmitas” com Segurança e Qualidade

O ramo das “marmitas” teve um crescimento de 134% no período de 2014 até 2019, já em 2020 com o surgimento da pandemia, juntamente com a crise econômica e o desemprego, a quantidade de empreendedores nesse ramo acelerou ainda mais. Somente no primeiro semestre teve um aumento de 19,2% nos registros de Microempreendedores Individuais (MEI) dentro da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) correspondente ao “fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar”. A atividade é descrita como “preparação de refeições ou pratos cozidos, inclusive congelados, entregues ou servidos em domicílio, como entrega de marmitas”.

O crescimento do número de empreendedores que se dedicam ao preparo de alimentos caseiros vai ao encontro da procura dos consumidores em cultivar hábitos saudáveis, somado à busca por economia e falta de tempo para preparar as refeições. O crescimento da procura por refeições caseiras possibilitou que os empreendedores que atuam no setor de alimentos passassem a ver com outros olhos esse nicho.

As opções de comidas rápidas e altamente calóricas (fast food) e a falta de cuidado no manuseio dos alimentos em restaurantes fez com que as marmitas voltassem a fazer parte da rotina das pessoas, ou seja, o mercado de refeições prontas para domicílio é um reflexo de mudança natural do consumidor, pois o público se destina, cada vez mais, a famílias menores, muitas vezes solteiros, ou até mesmo, idosos impossibilitados de cozinhar ou que necessitam de uma dieta restrita e equilibrada.

Os consumidores de marmitas fitness também estão muito presentes nesse mercado, pois esse público busca um cardápio bem regrado, balanceado e que contemple todos os nutrientes necessários para agregar a sua rotina saudável e muitas vezes repleta de atividades físicas intensas, exigindo um cardápio mais específico.

Marmitas para veganos e vegetarianos vem ganhando força nos últimos anos, mas para isso é necessário um conhecimento mais aprofundado para equilibrar o cardápio da melhor forma, e entregar refeições diárias balanceadas, ricas em proteínas vegetais, nutrientes e sabor.

O público de refeições prontas para consumo em geral se divide em dois grupos, onde o primeiro, busca marmitas frescas e prontas para consumo, normalmente para consumir no intervalo do expediente, em geral no próprio local de trabalho. Nesse caso, há bastante espaço para marmitas mais caseiras e convencionais. Já o segundo grupo procura marmitas congeladas nutricionalmente balanceadas e que respondam a necessidades específicas da dieta (ex. low carb), às vezes por saúde, bem-estar ou estética, outras por restrição (ex. alergia, intolerância) ou ainda por uma opção alimentar (ex. vegetariano, vegano). Nesse caso, as marmitas muitas vezes são comercializadas em kits semanais ou mensais, que facilitam a continuidade de uma alimentação saudável ao longo do tempo proposto.

Para garantir que a sua empresa tenha destaque entre os milhares que estão no mercado, deve-se estar atento ao que pode ou não ser aplicado à realidade do seu negócio. Além de explorar esses fatores, quanto às ofertas de cardápios, é essencial adotar alguns cuidados para dar início ao seu empreendimento:

Estrutura

É necessário escolher um local adequado de produção e projetar quantos pratos serão feitos diariamente para pensar qual área deve ser disponibilizada. É importante considerar espaços como cozinha e depósito, além de garantir que os alimentos serão armazenados adequadamente.

Matéria-prima

Os cuidados com os produtos refrigerados e congelados devem ser redobrados, considere que eles devem ser armazenados de maneira imediata após a compra. Estar atento às condições das embalagens é outro ponto importante, os recipientes amassados, abertos, enferrujados ou rasgados devem ser descartados. É preciso estar atento ao prazo de validade dos produtos e à sazonalidade das frutas e legumes utilizados nas marmitas, para que esse fator não comprometa a aquisição de produtos e não onere o orçamento.

Exigências

Busque um profissional nutricionista que lhe auxilie e oriente sobre a legislação pertinente ao seu negócio e que procure os órgãos que lhe fornecerão os registros necessários para dar início à sua atividade. É importante ressaltar o papel do nutricionista na estruturação do seu negócio. Esse profissional vai lhe auxiliar em todos os processos, evitando erros e garantindo um produto de qualidade e seguro através um preparo correto e com equilíbrio dos nutrientes para o seu consumidor.

OS DESAFIOS NA PRODUÇÃO DE MARMITAS

Um dos maiores desafios encontrados pelos empreendedores do ramo, é garantir sempre o mesmo padrão de sabor e qualidade dos produtos. Para isso é necessário um profissional nutricionista que lhe oriente na Elaboração do Cardápio e na construção das receitas, analisando a necessidade do seu público, montando a tabela nutricional e lhe orientando sobre a quantidade de alimento que deve ser manipulado para evitar o desperdício de alimentos, calculando exatamente quanto de insumos deve comprar e quanto deve produzir diariamente.

Os pequenos negócios do segmento de alimentação para consumo domiciliar devem estar atentos à necessidade de aumentar a produtividade e reduzir os custos, sem perder de vista a importância de acompanhar as novas tendências do setor para diferenciar-se da concorrência. As principais delas são a valorização da origem do produto e de ingredientes regionais brasileiros, além do aumento da sustentabilidade do negócio a partir do banimento do plástico, oferta de embalagens sustentáveis e eliminação de qualquer tipo de desperdício.

Um ponto crucial para quem busca empreender no ramo, é qualidade e higiene, esses são os fatores que podem alavancar ou destruir o seu negócio. É o tipo de negócio que exige acompanhamento constante do empreendedor junto ao processo produtivo, pois a contaminação alimentícia é muito grave e deve ser levada em conta em cada processo da cadeia.

Para lhe auxiliar, elabore um Manual de Boas Práticas de Produção junto ao nutricionista, pois este documento irá lhe fornecer todos os requisitos de higiene e segurança alimentar necessários para evitar problemas e garantir o padrão de desempenho desejável.

Lembre-se de que além de servir refeições prontas, práticas e saudáveis, a sua embalagem deve conter um Rótulo com informações importantes para o seu consumidor, como a tabela nutricional, os ingredientes utilizados na produção, o prazo de validade e a forma correta de armazenamento, descongelamento e consumo.

Ofereça produtos e serviços customizados, buscando atender as necessidades (e restrições) alimentares do seu público, ou seja, dê opções de refeições que agradem diferentes paladares. Os consumidores que buscam marmitas se deparam com uma ampla oferta de produtos, e o seu negócio deve justamente explorar as características de cada público para contemplá-lo.

Entre em contato conosco e saiba como podemos lhe ajudar.

Será um prazer contribuir na estruturação do seu negócio!

 

Gostou da Nossa Matéria? Compartilhe!