Controle de Qualidade Higiênico-Sanitário durante a Pandemia

Controle de Qualidade Higiênico-Sanitário durante a Pandemia

Com base na pandemia atual, há uma urgente necessidade de que toda empresa garanta e cumpra as medidas definidas para proteger os colaboradores que trabalham com alimentos para não contrair o COVID-19, seguindo as normas da ANVISA e reforçando diariamente o controle de qualidade higiênico-sanitário dos alimentos e do ambiente.

Um novo Controle de Gestão e Qualidade deve ser implantado pelo comércio de Alimentos e Bebidas com programas de pré-requisitos que incluem: boas práticas de higiene, limpeza e desinfecção, zoneamento de áreas de processo, controle de fornecedores, armazenamento, distribuição e transporte, bem como ter pessoas com higiene pessoal e em condições físicas apropriadas para trabalhar.

É preciso e fundamental manter saudáveis e seguros todos os colaboradores das cadeias de produção e fornecimento de alimentos para sobrevivermos à pandemia atual e para garantir a confiança dos clientes na segurança e disponibilidade dos alimentos distribuídos.

Devemos reforçar as medidas de higiene pessoal e garantir treinamentos de reciclagem para eliminar ou reduzir o risco de contaminação em superfícies e embalagens. Os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras e luvas, podem ser eficazes em reduzir a propagação do vírus e doenças, mas somente se utilizados corretamente.

Além disso, é altamente recomendável que os locais introduzam medidas de distanciamento físico e medidas rigorosas de higiene e saneamento, além de promover a lavagem frequente e eficaz das mãos em cada etapa do processamento, fabricação e comercialização de alimentos.

Até o momento não temos evidências que o Covid-19 possa ser transmitido pelos alimentos!

É altamente improvável que as pessoas possam contrair o COVID-19 de alimentos ou de embalagens de alimentos. O COVID-19 é uma doença respiratória e a principal via de transmissão é através do contato de pessoa para pessoa e através do contato direto com gotículas geradas quando uma pessoa tosse ou espirra.

O vírus pode se espalhar diretamente de pessoa para pessoa quando o COVID-19 causa espirro ou tosse, produzindo gotículas que atingem o nariz, boca ou os olhos de outra pessoa. Além disso, como as gotículas respiratórias são muito pesadas para serem transportadas pelo ar, elas se depositam em objetos e superfícies próximas da pessoa infectada. Dessa forma, é possível que alguém seja infectado ao tocar em uma superfície, objeto ou na mão contaminada de uma pessoa infectada ao tocar posteriormente na própria boca, nariz ou olhos.

Pesquisas recentes avaliaram a sobrevivência do vírus COVID-19 em diferentes superfícies relatando que o vírus pode permanecer viável até 72 horas em plástico e aço inoxidável, até 04 horas em cobre, e até 24 horas em papelão. Essa pesquisa foi realizada em condições laboratoriais e deve assim ser interpretada com cautela no ambiente da vida real.

O principal objetivo neste momento é garantir uma força de trabalho saudável e protegida do COVID-19 para mantermos a integridade da cadeia de alimentos com disponibilidade adequada e segura para todos os consumidores.

Higiene é Saúde, Só depende de Nós!

Ente em contato conosco e garanta um trabalho preventivo de qualidade!